Estão abertas inscrições para palestras do Circuito Aprosoja, dia 15 em Dourados

O Sindicato Rural de Dourados sedia na próxima terça-feira, dia 15, a 4ª edição do Circuito Aprosoja de Mato Grosso do Sul, iniciado no dia 29 de julho em Brilhante e que vai percorrer vários municípios do estado até o dia 6 de novembro.

O presidente do Sindicato Rural, Lúcio Damália, convidou produtores rurais, estudantes e técnicos do município e região a participarem do evento, que terá duas palestras. As inscrições estão abertas e podem ser feitas no link https://www.sympla.com.br/circuito-aprosoja-ms-2017---etapa-dourados__172293.

"Gestão da Fertilidade do Solo no Sistema Soja e Milho" será o tema da palestra de Renato Roscoe. Graduado em Agronomia pela Universidade Federal de Viçosa, mestre em Agronomia pela Universidade Federal de Lavras e doutor em Environmental Sciences - Wageningen University And Research Centre, Roscoe atuou como pesquisador da Embrapa de 2001 a 2007. Atualmente desenvolve trabalhos em agroenergia, fertilidade do solo e gestão de pesquisa e desenvolvimento.

Ricardo Reis vai falar sobre "Gestão de Risco da Atividade Rural". Doutor em Geografia pela Universidade Federal de Uberlândia, paleoclimatologia dos Ambientes do Cerrado, atualmente Reis é professor da Universidade Federal do Oeste da Bahia/Campus de Barreiras.

O Circuito Aprosoja é o maior evento de pré-safra do país que leva informações estratégicas ao produtor. Em Mato Grosso do Sul, é uma iniciativa da Associação dos Produtores de Soja de Mato Grosso do Sul (Aprosoja/MS) desde 2014 e tem ajudado no planejamento da próxima safra por meio de circuito de eventos voltados aos agricultores que trabalham, principalmente, com o cultivo de soja e milho.

O circuito conta ainda com a parceira do governo do estado, por meio da Secretaria de Estado de Meio Ambiente, Desenvolvimento Econômico, Produção e Agricultura Familiar e do FUNDEMS, que é o fundo de desenvolvimento das culturas do milho e da soja. Em Dourados, o circuito será feito em parceria com o Sindicato Rural, Crea-MS e Monsanto.