Lúcio Damália é eleito para mais um mandato no Sindicato Rural de Dourados

Parte da nova diretoria do Sindicato Rural de Dourados eleita neste domingo para um mandato de mais 3 anos (Foto: Divulgação) Parte da nova diretoria do Sindicato Rural de Dourados eleita neste domingo para um mandato de mais 3 anos (Foto: Divulgação)

O agricultor Lúcio Damália foi eleito neste domingo (22) para mais um mandato na presidência do Sindicato Rural de Dourados, a mais importante entidade representativa dos produtores rurais no interior de Mato Grosso do Sul. Com um colégio eleitoral formado por pouco mais de 400 filiados, a chapa única foi eleita com cerca de 200 votos, que eram os produtores rurais aptos para votar e serem votados por estarem em dia com a contribuição sindical. "O fato de apenas uma chapa ter sido inscrita para essa eleição demonstra que o trabalho da atual diretoria recebeu a aprovação dos filiados e que nossa filosofia deve ter continuidade", observou Damália.

A chapa eleita neste domingo, em votação que começou às 8h e terminou às 16h, na sede do Sindicato Rural de Dourados, localizada no Parque de Exposições João Humberto de Andrade Carvalho, tem como presidente Lúcio Damália, como vice-presidente Ângelo Cesar Ajala Ximenes, como 1º tesoureiro Gilberto Kiyoharu Nishioka, como 2º tesoureiro José Tarso Moro da Rosa, como 1º secretário Paulo Cesar Barbosa Vieira e como 2º secretário Cesar Roberto Dierings.

Os suplentes da diretoria serão Michael Araújo de Oliveira, Wander Ney Alves de Azambuja, Alexandre Decian Zanon, Denis Augusto da Silva, Pedro Luiz da Costa e Domingos Renato Venturini. O Conselho Fiscal será composto por Gilberto Darci Bernardi, Ailton Stropa Garcia e Arno Antônio Guerra, tendo como suplentes Ricardo Goulart Carvalho Filho, Ramão Luiz Pedroso da Silva e Alexandre Brandão Nunes. O delegado representante será Lúcio Damália, que terá a missão de representar o Sindicato Rural de Dourados nas votações na Federação da Agricultura de Mato Grosso do Sul e na Confederação Nacional de Agricultura e Pecuária (CNA).

Ao ser eleito para mais um mandato, o presidente Lúcio Damália ressaltou que o primeiro mandato não foi concentrado na figura do presidente. "Tivemos uma gestão participativa, com voz ativa de toda diretoria e abrindo espaço para a participação de todo setor produtivo rural", enfatizou.

"Atuamos forte na formação profissional através de cursos oferecidos em parceria com o Serviço Nacional da Aprendizagem Rural (Senar) e com a Famasul", destacou Damália.

Outra conquista da atual diretoria foi a reativação do Projeto Fazendinha, que propicia aulas práticas de diversas espécies da fruticultura. "Também investimos pesado em infraestrutura do Parque de Exposições e conquistamos resultados expressivos nas três exposições agropecuárias que realizamos, mesmo em tempos de dificuldades financeiras", enfatizou. "Tudo isso sem perder o foco na principal missão do Sindicato Rural de Dourados, que é defender o produtor e o direito constitucional à propriedade", completou o presidente do Sindicato Rural.

Lúcio Damália no momento em que votava na eleição da nova diretoria do Sindicato Rural de Dourados Lúcio Damália no momento em que votava na eleição da nova diretoria do Sindicato Rural de Dourados

SEGUNDO MANDATO Lúcio Damália elegeu como prioridades para o segundo mandato, a manutenção dos investimentos no Parque de Exposições João Humberto de Carvalho. "Para tanto, vamos manter e estreitar as parcerias com a Prefeitura de Dourados, com o governo do Estado e com o governo federal", enfatizou. "Também vamos trabalhar para trazer o produtor para dentro do Sindicato Rural de Dourados, mesmo porque a defesa do direito de propriedade passa pelo fortalecimento do nosso sindicato", completou.

Outra prioridade apontada por Lúcio Damália é tornar o Parque de Exposições autossustentável. "Temos que continuar perseguindo a meta de dotar nosso parque de eventos capazes de garantir a manutenção de toda essa estrutura e, para isso, vamos pensar um calendário de eventos próprios e terceirizados capazes de gerar renda que será investida no próprio parque", explica.

O fortalecimento da identidade do Sindicato Rural de Dourados é outra meta da nova diretoria para o novo mandato. "As pessoas precisam entender que Sindicato Rural de Dourados é uma coisa e Parque de Exposições é outra, de forma que iremos trabalhar para detalhar as funções da nossa entidade", adianta. A ampliação das ações em defesa da propriedade e dos direitos de quem planta e cria também é outra meta da diretoria eleita neste domingo. "Trabalhamos muito nesse sentido no primeiro mandato e vamos trabalhar ainda mais pelos próximos três anos para cobrar das autoridades competentes ações que façam valer o dispositivo da Constituição Federal que consagra o direito de propriedade e, sobretudo, o direito das pessoas defenderem suas terras contra invasões", finaliza Lúcio Damália.