Sindicato Rural de Dourados sedia curso sobre gestão de custos e riscos para produtores

Curso faz parte das atividades para inserção de inovação tecnológica no campo (Divulgação) Curso faz parte das atividades para inserção de inovação tecnológica no campo (Divulgação)

Começa na sexta-feira (27) o primeiro módulo do curso sobre gestão de custos e riscos para produtores rurais, realizado pelo Senar/MS (Serviço Nacional de Aprendizagem Rural), com apoio da Famasul, Sebrae e Sindicato Rural de Dourados.

Quinze alunos vão participar do curso, que faz parte do projeto Campo Futuro e terá três módulos. As aulas acontecem na sede do Sindicato Rural de Dourados, no Parque de Exposições João Humberto de Andrade Carvalho.

O curso integra as atividades do programa Mais Inovação, que assiste 11 produtores da região de Dourados e atua na inserção de inovação tecnológica no campo, nas diversas áreas dos conhecimentos voltados à produção, focando sempre no resultado, através de orientações na aptidão de uso do solo, oportunidades de produção e gestão.

O Mais Inovação utiliza a metodologia de diagnosticar a propriedade com visão holística e estratégica, a fim de compreender a real situação produtiva de cada imóvel rural, analisar as alternativas de investimento viáveis na sua região, as oportunidades mais adequadas ao seu empreendimento, os respectivos custos e como transformar a propriedade rural num negócio rentável.

Nos dias 27 e 28 de outubro acontece o módulo sobre "gestão da propriedade". Os alunos vão aprender a calcular o custo de produção utilizando planilha específica do projeto, observando a administração da empresa rural e também sobre os conceitos de custos, depreciação e análises econômicas.

O segundo módulo será nos dias 3 e 4 de novembro, sobre mercados futuros. Nessa fase, os alunos vão aprender a calcular os riscos de preço, considerado as possibilidades de alta e queda de valores dos insumos.

No dia 9, o último módulo, com carga de duas oito horas/aula, o tema será seguro agropecuário, para treinar os alunos sobre como calcular e interpretar os riscos de produção, principalmente em relação às perdas decorrentes de fenômenos climáticos adversos ou de pragas e doenças através do Seguro Rural.